Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, French, Italian



Histórico:

- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004



Outros sites:

- Agreste
- LINteratura
- Espelhos
- maricell
- plannet 2000
- Jane
- Miriam
- Cinzazul
- Nel Meirelles
- Loba Mulher
- Pontogê
- Elise
- Sandrinha
- espelho da alma
- Amita
- Regis
- Anne
- José Rosa
- Maria
- Jeannete Ruaro
- miguxinha
- Mario Cezar
- Nano Costa
- Tânia Barros
- Interlóquio - Marcos
- Taninha
- Nonato
- Dora
- Anne Marie
- Carla
- Bené Chaves
- Francisco Sobreira
- Jota Efe Esse
- Dri do Antonio
- Antonio da Dri
- Barbant
- Voz das Beiras


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Créditos



NOITE

 

 

Na beleza inútil

 

da lua cheia,

 

tropeçou em sonhos

 

inacabados.

 

Adormeceu na desesperança

 

do vento

 

que lhe varreu os castelos

 

de areia.

 

 

(Neusa – 25 de agosto de 2005)



- Postado por: Neusa às 19:43:51
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




 

 

 

 

NIHIL

 

 

Não há mais girassóis

 

Nem há mais beija-fores

 

Não há mais arco-íris

 

Nem sequer existem cores

 

Há apenas uma dor

 

Incolor

 

Indolor

 

Des’amor

 

 

(Neusa - 06 de agosto de 2005)

 

Postado em 22 de agosto de 2005

- Postado por: Neusa às 19:33:13
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




poemincruz

 

 

Na urgência dessa dor o poema se debate

 

entre palavras amanhecidas e a morte do amor.

 

Poema cingido a pregos, poema enfermo

 

pela ausência pressentida neste corpo ermo,

 

onde sonhar parece mais um destino

 

do que um desatino.

 

Mas o tempo descosturou da memória

 

todas as pregas onde eu te escondia

 

e remendou as dores do passado

 

com as lembranças do amanhã

 

(que não virá).

 

 E o poema sobrevive entre palavras tortas,

 

desdenhando a dor das coisas mortas.

 

 

 

(Neusa – 28 de julho de 2005)  -   postado em 16 de agosto de 2005 



- Postado por: Neusa às 19:50:55
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Queridos amigos,

 

Andei ausente e senti muita saudade de todos vocês.

 

Estou voltando hoje ao mundo virtual e ao meu blog,

 

após quase um mês sem o micro.

 

Agradeço o carinho da presença de cada um aqui e

 

estarei visitando também os blogs de vocês a partir de hoje.

 

Um beijo a todos e a cada um.

 

O poema abaixo foi escrito nessas férias forçadas.

 

Neusa  -  10/08/05



- Postado por: Neusa às 19:59:13
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




DESINVENTÁRIO

 

 

Não serão mais tuas

 

Nem essa cicatriz da espera

 

Nem a rasura daquele amor-quimera.

 

O que foi nosso já não nos pertence.

 

Apenas esta lágrima, extinguindo sonhos,

 

Finge ser a dor que não se sente.

 

No rascunho do amor-poema

 

Já não há versos, nem fonemas –

 

Nada além do frio

 

(uma rima para o silêncio).

 

Por isso nada mais será teu,

 

Nem meu, nem nosso:

 

Não será teu este poema torto,

 

Nem será mais teu este inútil corpo

 

Que ninguém mais toca.

 

 

(Neusa – 20 de julho de 2005)



- Postado por: Neusa às 19:55:07
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________